A ânsia pela felicidade instantânea

Há muito tempo tenho pensado no que entendemos ser felicidade. Alguns anos atrás, quando trabalhava numa área totalmente diferente, meu ex-chefe uma vez me disse: “Cara, você não pode acordar e sair para trabalhar pensando que é uma obrigação vir. Tem que acordar e por mais cansado que esteja, o pensamento deve ser – Estamos aí, mais um dia – e não achar que é a pior coisa do mundo, apenas esperando o tempo passar para irmos embora.” E foi assim que descobri que aquilo que eu fazia não era o certo para mim.

Hoje consigo entender o que ele me dizia. Quando acordo para ir ao trabalho, por mais difícil que seja acordar bem cedo, muitas vezes com o tempo bem frio, nunca me senti mal por isso. Tento manter sempre o pensamento positivo e pensar que é apenas mais um dia, como todos os outros. Nem sempre serão os melhores, mas sempre tento me manter motivado.

keep-calm-que-hoje-é-sexta-feira-6Chegar em plena segunda-feira cantarolando e dançando é algo que geralmente espanta quem vê. As pessoas não conseguem entender o motivo de tanta euforia logo após o término do tão esperado final de semana. E acho que essa foi a minha motivação para escrever sobre isso: essa ânsia pela tão esperada sexta-feira, quando começa o final de semana.

Vejo as pessoas agindo como se a sexta-feira fosse algum tipo de coisa especialíssima, quando todos os problemas somem e tudo se torna gozo e alegria, mesmo que, quando chegar a segunda-feira, tudo recomece e volte ao “normal”. As pessoas se sentem livres quando chega o final da semana, pois, durante todo o resto dela, sentem-se presas ao que fazem. E isso não é saudável.

Alguns dias atrás, assisti a um vídeo do Prof. Dr. Clóvis de Barros Filho, e ele explicava o que era felicidade. Felicidade não é a busca incessante pelos objetivos que buscaremos a vida toda, e sim os momentos em que estaremos fazendo isso. Parafraseando-o: “ou a felicidade está aqui agora, ou nunca estará”.

Felicidade não pode estar em algo que você deseja, seja material ou não, pois quando esse desejo é saciado, a felicidade se vai, e você desejará outra coisa e assim se formará um ciclo da busca pela felicidade em que você nunca será finalmente feliz.

Talvez precisemos parar de viver nossas vidas pela metade, apenas esperando os momentos bons, e transformar todo instante em algo pelo qual se valha a pena estar vivo. Quando entendermos que devemos encontrar a felicidade em cada detalhe, em cada minuto, finalmente compreenderemos o que é de fato, viver.

giphy (2)

Carpe diem. Seize the days boys. Make your lives extraordinary.

2 comentários em “A ânsia pela felicidade instantânea

Adicione o seu

  1. Belo texto… Porém o antônimo da vida não é a morte é a ilusão… Devemos viver cada dia como se fosse o último, pois talvez seja.. Mas também temos q continuar sonhando e por isso a ilusão da sexta feira… Parabéns pelo texto Lucao e vamos que vamos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: