Lollapalooza 2018 – A experiência do primeiro grande festival

Fui ao último dia do Lollapalooza 2018 com o objetivo de, além de curtir o máximo que eu pudesse do festival, fazer uma resenha sobre algum show. Mas logo na primeira hora, me desapeguei dessa ideia. Por quê? Porque foi simplesmente impossível focar em uma banda ou atração apenas. Esse foi meu primeiro festival grande de fato, e a ansiedade estava bem alta. Então, ver a magnitude do Lollapalooza foi uma sensação totalmente diferente de qualquer coisa que eu já havia presenciado.

A empolgação era grande antes mesmo dos shows começarem. De todas as atrações que tocariam, além do The Killers que era o headliner do dia, a apresentação da banda The Neighbourhood era a que eu mais queria ver. Foi a primeira vez da banda no Brasil, e mesmo com o tempo curto, por conta de ser um festival, a banda moveu uma multidão para a apresentação no palco Budweiser, e foi a maior plateia de uma apresentação de final de tarde do festival esse ano. Com um setlist variado entre músicas do novo trabalho, lançado no dia 9 desse mês, o homônimo The Neighbourhood, a predominância das músicas do disco de 2015 – Wiped Out – preencheram o repertório. “Afraid” e “Sweater weather”, do primeiro disco da banda, também foram pontos importantes da apresentação excelente dos californianos.

P_20180325_165926_vHDR_Auto.jpg

Após o fim do show da NBHD, uma escolha precisava ser feita. Estar em um festival com tantas atrações espetaculares como o Lollapalooza, às vezes requer algumas decisões dolorosas. Ficou então a dúvida: montar acampamento próximo ao palco para ver o mais perto possível Liam Gallagher e The Killers, ou abrir mão de ficar próximo para também ver o esperado show de Lana Del Rey, no palco Ônix. Infelizmente, não vi a apresentação de Lana.

Contudo, a aula de rock’n’roll dada por Liam Gallagher fez valer a pena o esforço para vê-lo um pouco mais de perto. O rockstar conhecido por ser genioso, que abandonou o palco em sua apresentação no show do Chile na semana passada, deixava todo fã que estava lá para vê-lo com um pé atrás. Mas assim que subiu ao palco, nada disso importava. A icônica pose para cantar, a voz rasgada, a energia no palco fez com que a apresentação fosse memorável, ainda mais tratando-se de uma lenda do rock. A apresentação deixou claro o que traz o novo disco de Liam – As You Were, que o próprio vocalista disse ser “o melhor disco da carreira”. E ainda havia espaço para tocar alguns clássicos do Oasis, como “Wonderwall” e “Live Forever”.

P_20180325_183838_vHDR_Auto.jpg

Apesar das mais de 10 horas em pé, aguentando o sol queimando boa parte do tempo, com todo o cansaço, chegamos ao ponto final (e também o mais esperado) do dia.

Quando The Killers subiu ao palco, todos os olhos só conseguiam acompanhar Brandon Flowers. Um verdadeiro showman. Comparando com a performance estática de Liam Gallagher, Brandon não permaneceu parado o show inteiro. Desde a primeira nota de “The Man” até o fechamento com o clássico “Mr. Brightside”, Brandon demonstrou uma presença de palco impecável. Era impossível não ficar vidrado com a performance da banda, com todo um jogo de luzes, organização de palco, e principalmente quando chamaram a apresentadora Dedé Teiche para tocar “For Reasons Unknown”. Mas a música que mais envolveu o público, foi, de fato, “All These Things That I’ve Done”, que contou com um coro que cantava “I got soul, but i’m not a soldier” antes mesmo de a música começar e impressionou até mesmo o vocalista. Foi algo espetacular, uma energia única. Algo para lembrar por décadas.

P_20180325_211657_vHDR_Auto

Depois de tudo, restaram cansaço, dores no corpo e boas lembranças. Um dia inteiro de muita música num evento singular. É preciso ter uma disposição enorme para aguentar essa maratona musical. Mas vale a pena cada segundo.

Um comentário em “Lollapalooza 2018 – A experiência do primeiro grande festival

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: