Indestrutível – A representatividade na música pop

Nunca pensei que chegaria o dia em que eu escreveria um texto cujo holofote seria Pabllo Vittar. Não por preconceito, mas porque, como artista, não gosto do estilo musical e nem das canções, apesar de já ter ouvido na rádio algumas vezes, e até chegado a cantarolar – o que nada mais é que um reflexo da música pop, daquelas que grudam na sua cabeça e não saem até serem substituídas. Porém, esse mês, Pabllo Vittar lançou uma nova música de trabalho, chamada “Indestrutível”.

Numa dessas viagens malucas que faço pelo YouTube, quando saio trocando de canais igual na TV, apareceram alguns vídeos reagindo ao clipe da cantora. Esse tipo de vídeo é mais do que comum para quem, assim como eu, consome conteúdo de canais do YouTube. O estilo de vídeo react é muito popular, seja qual for o conteúdo a que o youtuber esteja reagindo. Então, após ver uns dois vídeos desse estilo, fui eu mesmo assistir ao clipe da Pabllo e tirar minhas próprias conclusões.

Pessoalmente, a música não me agregou muita coisa, pois, como eu disse no começo desse texto, o estilo musical não me agrada. Artisticamente, o clipe é muito bem dirigido, surtindo o efeito de comoção, que é sua clara intenção. Nele, um jovem sofre com agressões feitas por pessoas da escola, que o discriminam por ser diferente. O vídeo causa um impacto bem grande, pois, por mais que no sua situação seja apenas fictícia, sabemos que ela é bem real, e que muitos sofrem aqueles tipos de violência psicológica e física que são retratados no vídeo.

pabllo-vittar-indestrutivel

Como artista, Pabllo Vittar representa muito mais do que apenas uma Drag Queen famosa. Ela é uma figura importantíssima na representatividade LGBT no Brasil. Nesse país extremamente conservador, em que políticos fazem discursos e pautam campanhas eleitorais com base no ódio contra LGBTs e outras minorias, uma artista como Pablo Vittar, que faz centenas de shows por ano, aparece em programas de televisão com altos índices de audiência, é uma baita distribuição de tapas na cara da burguesia conservadora do país. E por mais que tentem, não há muito o que eles possam fazer para mudar isso.

A questão da representatividade, que já discutimos antes aqui, é o “se ver” quando olha para uma tela, ou para cima do palco (da forma que acontece no clipe). E a tendência é sempre que isso cresça como movimento. Por mais que o movimento LGBT seja um dos mais sólidos do país, com as famosas Paradas do Orgulho LGBT que, a cada ano, atraem mais e mais pessoas de todos os cantos do país, ainda é uma realidade as ocorrências de violência e o preconceito que sofrem.

E essa tal representatividade pode mudar muita coisa. Um exemplo mais recente foi o caso da transmissão do Oscar no canal TNT, em que Rubens Ewald Filho disse quando a atriz transgênero Daniela Vega subiu para chamar a apresentação de um dos indicados a melhor canção original, que a chilena “se tratava, na verdade, de um rapaz”, num infame comentário sobre ela. O crítico se desculpou após o ocorrido, mas já estava feito. Alguns até tentaram defender Rubens, dizendo que, muitas pessoas não entendem ou não tem conhecimento sobre as nomenclaturas, sobre como chamar um transgênero, enfim, alegando um possível desconhecimento dos termos. E se isso fosse mais claro, mais presente no cotidiano? Talvez pudesse ter evitado um constrangimento, talvez não. Mas a certeza é que, poderia ter sido diferente, disso não há dúvida. E por isso precisamos de uma mudança quanto ao tratamento e entendimento sobre um assunto que ganha cada vez mais relevância.

Como artista, Pabllo Vittar é hoje a maior e mais importante figura da representatividade LGBT no Brasil. Precisamos buscar a mudança no nosso meio, para que assim, possamos mudar um pouco do mundo. E que todos possam ser indestrutíveis.

pabllo-indestrutível

Ta ná hora de transformar o preconceito em respeito, de aceitar as pessoas como elas são e querem ser – Pablo Vittar

Um comentário em “Indestrutível – A representatividade na música pop

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: