Nem tudo é diversão

Queria que o título desse texto não fosse verdade, mas sabemos que não funciona dessa forma. A comunidade gamer cresce cada dia mais. O que desanima, na maioria das vezes, são os “players tóxicos”, dando rage com coisas tão simples e muitas vezes sem importância. Semeando racismo. Homofobia. Preconceito contra gamers femininos. Players que muitas vezes parecem sentir prazer em xingar, ameaçar, agredir verbalmente.

WhatsApp Image 2018-04-03 at 20.46.20
“Eu posso arruinar nossa vida. Ninguém gosta de você, perdedor!”

Muitos já passaram por isso. A sensação é horrível. Você joga para se divertir, mas muitas vezes é insultado por não ser tão ágil ou tão bom de mira. Às vezes, você está levando a sério e está dando seu máximo. Mesmo assim, não deixa de ser alvo de críticas destrutivas. Infelizmente, temos que lidar com isso em um mundo que foi feito pra diversão. Cyberbullying é crime. Não é porque você teve um dia de merda que tem que descontar toda sua raiva em alguém que está querendo apenas descontrair depois um dia exaustivo ou apenas querendo curtir com a galera.

“Preguiça, depois que tu aprende a se disfarçar e viver com isso nos jogos, tu nem liga mais. Hoje em dia vejo mais nego gente boa do que outra coisa na real, pelo menos no warframe. Tem muito machista nela, mas in game você tem uma gama de nego disposto a ajudar pra caramba e isso eu achei legal pra cacete.” – Juliana Haui Haddad

“…mas realmente dá preguiça de falar sobre o assunto porque não são algumas vezes, pelo menos todo dia se você joga ativamente, tem algum macho retardado vindo falar algo, seja por você ser mulher seja por sermos lésbicas. Resumidamente é isso: você aprende a conviver, você aprende a rebater as piadinhas e tiradas machistas. Você tem que aprender a não se traumatizar com isso.” – Debora Cascaes

WhatsApp Image 2018-04-03 at 20.45.25

Essas são opiniões fortes e individuais, mas que representam os sentimentos de todos que já passaram e ainda passam por isso. Não é de hoje, e muito menos de ontem, que o bullying nos jogos acontece. A distribuição gratuita de raiva in-game é uma coisa pra ser levada muito a sério. Pode causar traumas. Pode levar à depressão. E, por consequência, leva a pessoa a cometer loucuras e, em alguns casos, pode levar à morte.

Não, não estou exagerando. Existem diversas matérias a respeito de gamers que se suicidaram por causa da agressividade e incompreensão de outros players. Não me alegro em saber que esse mundo onde diversão devia ser o foco seja alvo de tanta maldade. Palavras e atitudes não pensadas e atiradas à vontade como bombas nucleares que, por fim, fazem um estrago imenso em qualquer um que seja seu alvo. Pensem. 10, 15 ou 20 vezes. Quantas vezes forem necessárias. Jogos foram feitos para diversão. Então, pensem, na hora da raiva, antes de falar algo ofensivo para alguém, porque pode ser a última coisa que essa pessoa leia ou escute. E pode acontecer com você também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: