Scatolove – Nem tudo precisa fazer sentido

No último dia 27 de abril, o projeto Scatolove, do vocalista Leo Ramos, da banda Supercombo, em conjunto com Isa Salles, lançou nas principais plataformas digitais seu primeiro álbum. Lei de Muffin vem a público com 12 músicas com temáticas um tanto quanto… diferentes. Mas isso de forma alguma pode ser visto como algo negativo. Pelo contrário, as músicas são excelentes.

Para quem já conhece as composições de Leo Ramos em sua banda principal, pode perceber facilmente a tendência contida em suas músicas. A criatividade dele é algo impressionante, escrevendo letras surrealistas e fantasiosas, trazendo um sentido para algo que não tem, de certa forma, sentido algum. No Scatolove, isso é feito de forma duas vezes mais intensa. Bom exemplo disso são as músicas “Seca” e “Princesa”, duas das primeiras músicas lançadas online e que têm clipes próprios no YouTube. A primeira fala sobre “ser uma máquina de lavar”, enquanto a segunda conta uma história de uma daquelas princesas de desenhos animados, que está cansada de ser uma princesa.

scatolove

Misture essas temáticas malucas com os excelentes arranjos das vozes de Isa Salles e Leo Ramos, casando em perfeita sintonia, as guitarras, ora graves como se fossem breakdowns, ora com arranjos mais elaborados e agudos (como na introdução de “Seca”), os teclados e baterias bem casados e aí está o resultado: Lei de Muffin.

Mesmo o álbum sendo inédito, praticamente metade das músicas já tinham sido lançadas, uma a cada mês. “Terminal” é uma grata surpresa, que abre o disco causando um tipo de aquecimento no coração. “Surfing the cloud”, que foi o primeiro lançamento da dupla, num vídeo feito com um celular, é a que fecha o disco. E, mesmo sendo a única música em inglês, é um dos destaques, fechando-o de forma intensa.

scatolove1

Podemos dizer seguramente que, para um disco de estreia, Lei de Muffin é um baita trabalho. E mais do que isso: ele desmistifica esse negócio de que tudo tem que fazer um sentido literal. Não há necessidade de que tudo seja semanticamente perfeito. A música vai além disso. Ela está aqui pra fazer sentido para todos, e mesmo que não faça, o sentimento que ela nos traz é mais importante do que isso. E, com certeza, a inocência por trás das músicas do Scatolove traz um sentimento de alegria, uma vontade de rir sozinho.

Ouvindo Lei De Muffin, conseguimos entender que nem tudo precisa ser conceitual, cheio de sentidos escondidos e mensagens implícitas. Aqui, prezamos a inocência das letras, o minimalismo usado nas melodias e a beleza por trás dos duetos entre Isa e Leo.

Acho que precisávamos de uma quebra desse paradigma do que as pessoas entendem por música. E é justamente isso que o Scatolove faz: músicas que nos fazem bem, mesmo que isso não faça sentido algum.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: