Super-herói não é só coisa de menino

Não é nenhuma novidade que as mulheres há séculos são inferiorizadas e precisam estar constantemente se provando e provando seus valores para serem aceitas em qualquer meio social. E nem no meio da cultura pop/nerd essa visão misógina se desfaz. Pelo contrário: se faz presente e de forma constante, mesmo com a onda feminista ganhando força.

Em julho de 2017, Heather Antos, uma das editoras da Marvel, postou em seu perfil no Instagram uma foto com outras editoras, todas juntas tomando milkshake. Algo que era para ser prazeroso se tornou alvo de comentários machistas, dizendo que era por conta disso que as vendas da Marvel estavam ruins, que a maioria dos editores da DC são homens e por isso a venda de quadrinhos está muito mais à frente, além de outros tão machistas quanto. O que os donos desses comentários não esperavam era que um grupo de 50 mulheres − editoras da DC − fossem apoiar as garotas da Marvel com um maravilhoso girl power (eu precisava fazer esse trocadilho com a Mulher Maravilha), que deixou toda rivalidade de lado.

 

 

No entanto, mesmo com essa história tendo um final de certa forma feliz, comentários machistas acerca da mulher, seja ela fã, editora, gamer ou cosplayer, têm sido cada vez mais frequentes. Há uma relutância enorme para os homens nerds aceitarem mulheres nesse meio, ainda que elas correspondam a uma grande parte dessa realidade de fãs consumidores.

Isso fica evidente em outras atitudes machistas além desses tipos de comentários, como quando muitos homens acreditam que a garota esteja fazendo aquilo para impressionar o namorado ou chamar atenção (sei bem o que é isso); quando atrizes tem pouco foco ou desenvolvimento em um filme; ou quando uma garota diz gostar de Star Wars e o cara já começa a fazer perguntas do tipo ”ah, então cita 50 planetas envolvidos na saga” (se fosse um homem essa pergunta não chegaria nem perto de ser feita); ou quando uma mulher dá seu ponto de vista sobre um quadrinho ou filme e seu comentário é inferiorizado porque, de acordo com eles, ”ela não entende disso”; ou na erotização de um estereótipo criado sobre as mulheres, sejam vilãs ou heroínas (como nas roupas supercurtas e decotadas); ou no ápice do desrespeito, quando  homens passam a mão nas cosplayers em eventos (sim, isso acontece e não é pouco); além de muitos outros atos machistas/misóginos que, infelizmente, acontecem frequentemente.

Com isso, muitas garotas optam por deixar de fazer algum comentário e participar de discussões para não se sentirem menosprezadas, deixam de ir vestidas de um cosplay que tanto queriam por medo do assédio, passam a interagir apenas com outras garotas pois sabem que ali ela ”não está sozinha” (essa é pra quem viu Guerra Infinita). Essas, entre outras atitudes, só comprovam o quão complicado é ser uma garota que vive nesse meio e o quão excluídas nós somos.

Yasmim 4

Porém, a mulher tem conquistado aos poucos esse espaço, e, para que isso se desenvolva, é importante que você, leitora ou leitor não se cale em situações como as citadas. Caso você seja mulher, não deixe de se impor, mas também não se prove: você não deve nada a ninguém mesmo; caso você seja homem, entenda que você gostando ou não, o público feminino na cultura nerd está só aumentando, e vai aumentar mais e mais: sua parte, além de não as impedir, é ajudá-las a participar do evento ou da mínima discussão que seja. Isso porque, além do fato de que as franquias aumentam e se desenvolvem com o lucro (então, quanto mais, melhor!), elas tem muito mais potencial merecedor da carteirinha nerd do que muito espertão por aí, ok? E não se esqueçam de que, pra gostar desse mundo de super heróis, não importa seu gênero, mas sim o quanto seu coração bate mais forte assistindo a uma cena de ação do seu herói favorito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: