Horror Games

Gamer que se preze gosta de todo tipo de plataforma ou estilo de jogo. Mas é claro também que cada um tem sua preferência. E, nesse texto, quero dar voz a você, fã dos games de terror. Se você ainda não sabe o ritual pra jogar esse estilo, faça o seguinte: espere chegar a meia-noite; apague as luzes do seu quarto; feche as portas e janelas; coloque os fones; e venha conferir essa lista de dar arrepios.

4º: F.E.A.R (Fisrt Encounter Assault Recon)

fear_2

F.E.A.R é um game de gênero survival horror com tiro em primeira pessoa (FPS). A história do game se desenrola em torno de Alma Wade, uma garota com poderes telepáticos que acaba sendo usada como cobaia para criar soldados geneticamente modificados para o governo dos EUA. Anos depois, esse projeto acaba saindo do controle. Com ajuda de Fettel, através de contato telepático, Alma quer vingança. Ela pede que Fettel a liberte. Conseguindo um exercito com mil soldados modificados e fortemente armados, ele dá início ao objetivo. Lançado em 18 de outubro de 2005, o game conta com alguns espectros, mas não possui monstros. O que o torna um survival horror é o clima tenso criado por conta do terror psicológico presente do começo ao fim. E os sustos, claro.

3º: Baby Blues

Baby Blues 1

Baby Blues é uma game indie com grande semelhança ao Slender. Nesse game, você é Tommy, uma criança de 3 anos. Isso mesmo. O que deixa esse game mais assustador é o fato de você jogar com uma criança em uma casa mal assombrada. Tommy acorda no meio da noite devido a vários barulhos estranhos na casa. Ele se levanta e percebe algo: seus ursinhos de pelúcia sumiram. Seu objetivo nada mais é do que encontrar os 9 ursos e voltar para o berço antes que algo ruim aconteça. Muito ruim. Você vaga pela casa, seguindo um mapa que você mesmo desenhou. E detalhe: esse game é muito escuro. Muito mesmo. Muitas pessoas desistiram de jogar esse game pelo fato de ser uma criança. E isso deixa 10 vezes mais assustador do que um horror game comum. Mas, para a alegria de vocês, essa não é a história completa do game Baby Blues. É apenas um minigame sobre o pequeno Tommy explorando sua casa. Pode haver alguma conexão entre o game e o filme. Sim, existe o filme Baby Blues, traduzido como Herança Maldita e baseado em fatos reais. Mas não posso afirmar se o filme foi baseado no jogo ou vice-versa. De qualquer forma, ambos são bons.

2º: Pesadelo

Sem título

Sim, caros amigos. É um jogo totalmente brasileiro. E por sinal, um excelente jogo. Baseado também, assim como Baby Blues, em Slender. A história do game tem como premissa vários assassinatos que aconteceram em uma determinada estação de trem de São Paulo, que é onde acontece a primeira fase, apenas. Lá, sua única aliada é uma lanterna. Você precisa encontrar objetos para conseguir realizar seus objetivos para poder dar no pé da estação. E é claro, você faz isso sob livre e espontânea pressão, já que existe um ser infernal que vai tentar te matar conforme você for avançando as pequenas etapas. Não olhe pra ele. Apenas corra. Saindo da estação, você aparece em uma escola, onde o objetivo é conseguir atrair o espírito – que também tenta te matar durante toda a fase – de uma garota até o centro de um pentagrama. Infelizmente, esse game conta apenas com essas duas fases, mas garanto que não irão se arrepender ao jogar.

1º: Outlast

OutlastScreenShot-08-1920x1080

Finalmente chegamos ao primeiro colocado dessa lista. Outlast é ambientado em um hospício. Ou seja, além de você ter que fugir de monstros, tem que ficar esperto com alguns loucos que também te atacam. Miles Upshur é um jornalista que recebe um e-mail anônimo sobre um hospital psiquiátrico. Ele decide ir até lá, mas, como já sabemos, deu merda. Ao conseguir entrar, ele se depara com muito sangue e corpos mutilados. Os pacientes estão todos soltos pelo prédio. Ele encontra um oficial da SWAT que, agonizando, diz ao jornalista para fugir o mais rápido possível daquele lugar. A partir daí, seu objetivo é simples: achar uma saída antes que o pior aconteça.

Os games de terror, de modo geral, não foram feitos para quem tem o coração fraco. Se você realmente quer jogar, precisa de nervos de aço. De todos dessa lista, F.E.A.R é um passeio no parque comparado com os outros três. E aí? Ainda quer jogar? Então, espere dar meia-noite e feche a porta do seu quarto. A janela. Apague as luzes. Coloque seu headset e… tente não morrer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: